Mídia & Insight

Identidade aplicada

chep

A nova sede da CHEP do Brasil, localizada no Edifício Berrini 500, foi planejada e desenvolvida pelo Studio BR Arquitetura, em um projeto conceitual marcado pela flexibilidade aplicada às tipologias de trabalho colaborativo, individual e de times.

Com a inserção de espaços diversificados, a metragem foi otimizada, viabilizando a redução de 60% da área total, para os atuais 800 m², sem prejudicar o adensamento populacional. Segundo a sócia do Studio BR, Bruna de Lucca, o projeto também já preparou o espaço para o crescimento. De acordo com ela, o formato flexível ainda permite um crescimento substancial de equipes sem aumento de área ou custos com novas reformas.

União de conceitos

A transformação trouxe desafios que demandaram soluções simples e criativas. Uma delas foi a criação de um pool de lockers, que possibilitam a eliminação de gaveteiros e oferecem um espaço seguro e mais adequado para cada um guardar os seus pertences, além de ser uma solução que atende bem o momento atual.

Tendo como objetivo promover maior engajamento e senso de pertencimento ao local de trabalho, foi utilizado workplace strategy, branding aplicado à arquitetura e adoção de tipologias Workxperience – metodologia exclusiva registrada pelo Studio BR Arquitetura inspirada no conceito americano Activity Based Working (ABW) com 17 tipologias espaciais justificadas.

Bruna explica que as escolhas do projeto não refletem apenas as cores e materiais ligados à sustentabilidade, que tem grande destaque no negócio da empresa, mas também trazem um design atual e moderno, que traduz o DNA pautado pelo conceito de uso inteligente dos recursos e economia compartilhada.

projeto luminotécnico, por exemplo, contemplou iluminação em LED personalizada com o design, por ser mais eficiente, tendo economia potencial de 40% nos custos com energia, e alguns mobiliários foram personalizados com o reaproveitamento de pallets de madeira – utilizados pela empresa na prestação dos serviços de logística sustentável.

O fórum colaborativo recebeu mobiliário feito de reaproveitamento de pallets de madeira Foto: Divulgação Studio BR Arquitetura

O fórum colaborativo, por exemplo, recebeu itens reaproveitados. Com forro acústico especial e aplicação do conceito de biofilia, o espaço possui 50 m² e tem capacidade de acomodar até 21 colaboradores, além de ser integrado a um workcafé para refeições e reuniões informais, gerando uma grande praça de convívio, aberta e bem arejada. A biofilia nesse espaço é representada não apenas pela inserção da vegetação em torno de todo o perímetro do fórum, mas também pela composição de usos de materiais sustentáveis e pela ampla iluminação natural vinda do exterior.

A setorização e divisão de espaços no projeto é evidenciada pela diferenciação de piso, sendo as áreas colaborativas delimitadas por carpete com design geométrico mixado nas cores da marca e as áreas de circulação e descompressão em vinílico amadeirado, promovendo aconchego e acolhimento aos usuários, além de facilitar as rotinas de higienização da operação.

Em complemento ao uso da madeira como elemento natural, o vidro foi inserido como divisória das salas, trazendo transparência, clareza e integração entre os ambientes; enquanto a laje aberta com três tipos de forros suspensos – rebaixado em nuvem no staff, mineral nas salas de reunião e acústico no fórum – reforça o ar cosmopolita do novo espaço.

 

*Matéria publicada na Galeria da Arquitetura, em agosto de 2020 

 


Fonte: https://www.galeriadaarquitetura.com.br/projeto/studio-br-arquitetura-design_/chep-do-brasil/6222

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Próximas publicações